Seleção Feminina
30/07
05:00
Miyagi Stadium, Rifu
Seleção Masculina
31/07
07:00
Saitama Stadium, Saitama
Eliminatórias da Copa do Mundo
02/09
Estádio Nacional, Santiago
Ajude o Site!
Faça Uma Doação
(Qualquer Valor)

sábado, 14 de março de 1970

Jogo-Treino: Brasil 1 x 1 Bangu

.:: Jogo Treino da Seleção Brasileira ::.
Imagem do jogo-treino entre Brasil e Bangu no estádio Moça Bonita;
Credito: www.futrio.net
Súmula da Seleção Brasileira
Brasil 1 : 1 Bangu
© Copyright Pnlopes - All rights Reserved

• Competição (Tournament): Jogo-Treino da Seleção Brasileira
• Data (Date): 14 de Março de 1970 - Sábado
• Estádio (Stadium): Guilherme da Silveira Filho - Moça Bonita
• Local (Venue): Rio de Janeiro (Brasil / Brazil)
• Público (Attendance): cerca de 20 mil expectadores
• Árbitro (Referee): Armando Marques (Brasil / Brazil)
• Assistentes (Assistant Referee): Sem Registro (None)
• Gols (Goals): 1:0 Paulo Mata 25'/1º (BAN) e 1:1 Moraes (Contra) 25'/2º (BRA)
Seleção Brasileira
GK
DF
DF
DF
DF
MC
MC
MC
AT
AT
AT
Ado
Carlos Alberto ⇆ (Zé Maria)
Britto
Joel Camargo
Marco Antônio
Clodoaldo ⇆ (Zé Carlos)
Dirceu Lopes ⇆ (Edu)
Rivelino
Jairzinho
Pelé
Paulo César Caju
Técnico: João Saldanha
DF
AT
MC
Zé Maria [no Intervalo]
Edu [no Intervalo]
Zé Carlos [14'/2º]
Bangu Atlético Clube
GK
DF
DF
DF
DF
MC
MC
AT
AT
AT
AT
Roni ⇆ (Devito)
Cabrita ⇆ (Bicas)
Serjão ⇆ (Moares)
Luis Alberto ⇆ (Édson)
Bauer
Sidclei ⇆ (Vanderlei)
Didinho ⇆ (Nenêm)
Mário Tilico ⇆ (Gijo)
Jorge Félix ⇆ (Moreira)
Paulo Mata ⇆ (Lima)
Aladim ⇆ (Zé Carlos)
Técnico: Flávio Costa










Devito
Bicas
Moraes
Édson
Vanderlei
Neném da Guia
Gijo
Moreira
Lima
Zé Carlos
➯ Jogo-treino da seleção brasileira visando a Copa do Mundo de 1970, no México;
➯ Após esse empate contra o time do Bangu o técnico João Saldanha foi demitido;
➯ Mário Jorge Lobo ZAGALLO foi chamado para substituir João Saldanha;
❏ Crônica do Jornal do Brasil:
A Seleção Brasileira teve uma péssima atuação no jogo treino no estádio de Moça Bonita, empatando por 1 a 1 com o Bangu e demonstrando inteiro desentrosamento, com seus jogadores totalmente perdidos em campo.

O Bangu abriu o escore aos 25 minutos do primeiro tempo, através de Paulo Mata, e a Seleção empatou também aos 25 minutos, do segundo tempo, num gol marcado pelo zagueiro Moraes contra suas próprias redes. Os portões do estádio foram abertos aos torcedores e seus 32 mil lugares foram todos ocupados.

A Seleção Brasileira entrou em campo com Ado, Carlos Alberto, Brito, Joel e Marco Antônio; Clodoaldo e Rivelino; Jairzinho, Dirceu Lopes, Pelé e Paulo César. O Bangu com Roni, Cabrita, Serjão, Luís Alberto e Bauer; Sidclei e Didinho; Mário, Jorge Félix, Paulo Mata e Aladim. O árbitro foi Armando Marques.

Ao contrário do que o técnico Flávio Costa havia anunciado, o Bangu não precisou jogar na retranca para enfrentar a Seleção. A rigor, defensivamente, o esquema do Bangu se resumia no aproveitamento de Sidclei como líbero à frente da linha de zagueiros e com a função específica de ser o primeiro a dar combate direto a Pelé.

Na Seleção, o desentrosamento foi total do primeiro ao último minuto. Os jogadores se deslocavam a esmo para outras posições e se embolavam nos diversos setores. Joel, por exemplo, chegou diversas vezes a ser ponta-direita, pois Jairzinho não saía do miolo da área.

Rivelino, dando combate e procurando jogar rápido e de primeira, foi o único que se salvou no quadro brasileiro. Partiram dele, inclusive, as principais jogadas de perigo de gol, com seus fortes chutes de meia-distância.

Aos 25 minutos, houve uma falta entre a intermediária e a entrada da área. Ado pediu barreira, mas Pelé alegou que não era necessário porque era de longe. Aladim cobrou a falta e a bola bateu na trave direita do goleiro, entrando Paulo Mata na recarga para completar para as redes.

A única chance real que o selecionado brasileiro teve para marcar nesta etapa surgiu aos 43 minutos. Dirceu Lopes, em jogada pessoal, driblou Serjão e Luís Alberto e, da entrada da pequena área, chutou por cima do travessão.

No segundo período, o Bangu fez nove alteração em sua equipe: cinco no intervalo e quatro nos primeiros dez minutos. Assim, o quadro ficou formado com: Devito, Bicas, Serjão, Moraes e Bauer; Vanderlei e Neném da Guia; Gigio, Lim, Édson e Zé Carlos. À exceção de Serjão e Bauer, todos são reservas.

Na Seleção, Edu ocupou o posto de Dirceu Lopes e Zé Maria o de Carlos Alberto. Aos 14 minutos, Saldanha ia trocar Pelé por Zé Carlos, mas Clodoaldo se queixou que estava cansado e pediu para ser ele o substituído.

O Bangu, nesta fase, atuou um pouco mais defensivo, mas a Seleção continuou a jogar sem qualquer objetividade, tornando o amistoso muito fraco tecnicamente. Faltava, principalmente, um esquema de jogo para o time brasileiro e os jogadores abusavam das jogadas individuais procurando compensar a falta de entrosamento.

O gol do selecionado surgiu aos 25 minutos. A jogada nasceu na esquerda com Paulo César, que cruzou para Jairzinho na área, e Moraes, precipitadamente, chutou contra seu próprio gol.
(Fonte: bangu.net)

Palavra de Deus (God's Word)
Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu Filho unigênito, para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (João 3.16)
For God so loved the world, that he gave his only begotten Son, that whosoever believeth in him should not perish, but have everlasting life. (John, 3:16)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do Post?
Deixe um Comentário ou Sugestão
Sua Opinião é Muito Importante!

Postagens mais visitadas