Copa América
17/06
21:00
Estádio Nilton Santos
Amistoso Seleção Olímpica
08/07
Bangkok, Tailândia
Jogos Olímpicos
21/07
05:00
Miyage Stadium, Rifu
Ajude o Site!
Faça Uma Doação
(Qualquer Valor)

segunda-feira, 20 de julho de 1970

Elenco do Brasil na Copa do Mundo de 1950

.:: Brasil, Vice-Campeão ::.
Formação do Brasil que enfrentou o Uruguai na Terceira Rodada
Em pé: Barbosa, Augusto, Juvenal, Bauer, Danilo Alvim e Bigode;
Agachados: Johnson (massagista), Friaça, Zizinho, Ademir, Jair, Chico e Mário Américo (massagista);
Crédito: www.fifa.com/Bob-Thomas/Getty-Images

4ª Copa do Mundo Brasil 1950

O Brasil tinha certeza de que seria campeão do mundo. Ela estava nas ruas, nas casas, nos bares. Estava na mente de cada torcedor. Estava nos dirigentes, na comissão técnica, nos jogadores. Só não estava na garra de Obdulio Varela e nos chutes certeiros de Schiaffino e Ghiggia. A confiança no título nascera quatro anos antes, quando foi definido que o Brasil seria a sede do Mundial. Para isso, os dirigentes resolveram erguer no Rio de Janeiro o estádio do Maracanã, o maior do mundo, palco perfeito para a conquista histórica.

E foi no Maracanã, no dia 25 de junho, que a seleção brasileira fez a sua estreia - o México não ofereceu resistência e foi derrotado por 4 a 0. No dia 28, o Brasil enfrentou a Suíça no Pacaembu, em São Paulo. Para agradar a torcida paulista, o técnico Flávio Costa trocou todo o meio-campo. A seleção jogou mal, empatou em 2 a 2 e saiu de campo vaiada. O resultado deixou o Brasil em situação complicada no Grupo 1. Para avançar ao quadrangular final, a seleção precisaria vencer a Iugoslávia, que vinha de duas vitórias (3 a 0 na Suíça e 4 a 1 no México). O jogo aconteceu no Maracanã, no dia 1º de julho. Mais de 140 mil pessoas viram o Brasil ganhar por 2 a 0 e se classificar para a fase final.

As quatro equipes finalistas tiveram uma semana de descanso. O primeiro adversário do Brasil no quadrangular foi a Suécia, no Maracanã. Em tarde inspiradíssima de Ademir, autor de quatro gols, o Brasil goleou os suecos por 7 a 1. Quatro dias depois, 150 mil pessoas foram ao Maracanã assistir ao duelo com a Espanha, que na primeira rodada do quadrangular havia empatado em 2 a 2 com o Uruguai. O Brasil começou arrasador e, após 31 minutos, já vencia por 3 a 0, com um gol de Ademir e dois de Chico.

No segundo tempo, mais massacre. Ademir e Zizinho (duas vezes) marcaram para o Brasil, enquanto Igoa descontou para a Espanha. O 6 a 1 foi completado pela enlouquecida torcida, que cantou em coro a marcha carnavalesca Touradas em Madri, de Alberto Ribeiro e Braguinha. E o Brasil só não foi campeão por antecipação porque o Uruguai derrotou a Suécia por 3 a 2, de virada, com dois gols marcados nos últimos 15 minutos. Foi nesse clima de já ganhou que mais de 200 mil pessoas foram ao estádio do Maracanã na tarde de 16 de julho.

O Brasil precisava só do empate para ficar com o título e partiu com tudo para cima da seleção uruguaia. O primeiro tempo ficou no 0 a 0. No segundo, a certeza do título aumentou após o gol do brasileiro Friaça, aos 2min. Entretanto, o que era para ser o começo da festa se transformou no princípio da tragédia. O Brasil partiu ainda mais para o ataque e deixou a defesa desguarnecida. Aos 21min, Ghiggia bateu Bigode na corrida e tocou para Juam Schiaffino empatar a partida.

Animado com o gol, o Uruguai se lançou ao ataque e conseguiu o que parecia impossível: derrotar o Brasil. Aos 34min, Ghiggia superou novamente Bigode e entrou na área para chutar à esquerda de Barbosa. O goleiro do Vasco saltou, mas não conseguiu agarrar a bola, que morreu no fundo da rede. O gol acabou com a empolgação da torcida brasileira, que viu o Uruguai segurar o jogo nos minutos restantes para ficar com o título de campeão mundial pela segunda vez. O episódio entrou para a história como Maracanazo, uma das maiores zebras de todos os tempos. (Fonte: www.uol.com.br)

Elenco da Seleção Brasileira - Brazil National Team Squad
Posição Atleta Alcunha Clube
1 GK Moacir Barbosa do Nascimento Barbosa Vasco/RJ 6 6
2 GK Carlos José Castilho Castilho Fluminense/RJ 0 0
3 DF Augusto da Costa Augusto Vasco/RJ 6 0
4 DF Juvenal Amarijo Juvenal Flamengo/RJ 6 0
5 DF Nilton dos Santos Nilton Santos Botafogo/RJ 0 0
6 DF Olavo Rodrigues Barbosa Nena Internacional/RS 0 0
7 MC José Carlos Bauer Bauer São Paulo/SP 5 0
8 MC João Ferreira Bigode Flamengo/RJ 5 0
9 MC Danilo Alvim Faria Danilo Alvim Vasco/RJ 5 0
10 MC Ely do Amparo Ely Vasco/RJ 1 0
11 MC Alfredo Eduardo Barreto Freitas Noronha Noronha São Paulo/SP 1 0
12 MC Ruy Campos Ruy São Paulo/SP 1 0
13 AT Alfredo dos Santos Alfredo Vasco/RJ 1 1
14 AT Ademir Marques de Menezes Ademir Vasco/RJ 6 8
15 AT Adão Nunes Dornelles Adãozinho Internacional/RS 0 0
16 AT Osvaldo da Silva Baltazar Corinthians/SP 2 2
17 AT Francisco Aramburu Chico Vasco/RJ 4 4
18 AT Albino Friaça Cardoso Friaça São Paulo/SP 4 1
19 AT Jair da Rosa Pinto Jair Palmeiras/SP 5 2
20 AT Manuel Marinho Alves Maneca Vasco/RJ 1 1
21 AT Francisco Rodrigues Rodrigues Fluminense/RJ 0 0
22 AT Thomas Soares da Silva Zizinho Bangu/RJ 4 1
Coach: Flávio Rodrigues da Costa Flávio Costa Conf. Brasileira Desportos
❏ Capitão da Seleção Brasileira: Augusto;
Estreantes: Todos os jogadores e comissão técnica;
❏ Ademir Menezes foi o artilheiro da copa do mundo com 8 gols marcados;

Campanha Brasileira

1
24 de Junho - 1ª Rodada - Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Brasil 4 x 0 México
Ademir, 31', 79'
Jair Rosa Pinto, 65'
Baltazar, 71'
Ficha

2
28 de Junho - 2ª Rodada - Estádio do Pacaembu, São Paulo
Brasil 2 x 2 Suíça
Alfredo, 3'
Baltazar, 43'
Ficha Jacques Fatton, 17', 88'

3
1 de Julho - 3ª Rodada - Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Brasil 2 x 0 Iugoslávia
Ademir, 4'
Zizinho, 89'
Ficha

4
9 de Julho - Quadrangular Final - Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Brasil 7 x 1 Suécia
Ademir, 17', 37', 31', 51'
Chico, 39', 87'
Maneca, 85'
Ficha Sune Andersson, 71'

5
13 de Julho - Quadrangular Final - Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Brasil 6 x 1 Espanha
Ademir, 15', 57'
Jair Rosa Pinto, 21'
Chico, 31', 55'
Zizinho, 67'
Ficha Silvestre Igoa, 71'

6
16 de Julho - Quadrangular Final - Estádio do Maracanã, Rio de Janeiro
Brasil 1 x 2 Uruguai
Friaça, 2' Ficha Juan Schiaffino, 21'
Alcides Ghiggia, 79'
Para acessar as escalações clique na palavra Ficha - To access the matches click on the Link Ficha
1950 Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols Pró Gols Contra Posição
6 4 1 1 22 6
.:: Links Relacionados ::.
1930 1934 1938 1950 1954 1958 1962 1966 1970
1974 1978 1982 1986 1990 1994 1998 2002 2006
2010 2014 2018 2022 2026

Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do Post?
Deixe um Comentário ou Sugestão
Sua Opinião é Muito Importante!

Postagens mais visitadas