Seleção Feminina
24/07
08:00
Miyagi Stadium, Rifu
Seleção Masculina
25/07
05:30
Yokohama Stadium
Eliminatórias da Copa do Mundo
02/09
Estádio Nacional, Santiago
Ajude o Site!
Faça Uma Doação
(Qualquer Valor)

terça-feira, 1 de junho de 1999

Elenco do Brasil na Copa do Mundo Feminina de 1999


Uma das formações da seleção brasileira na copa do mundo de 1999;
Em pé: Kátia Cilene, Marisa, Cidinha, Tânia Maranhão, Maravilha e Elane (capitã);
Agachadas: Raquel, Suzana, Sissi, Pretinha e Nenê; (Foto: FIFA)
Crédito: www.fifa.com/Getty-Images

3ª Copa do Mundo Estados Unidos 1999

A Copa do Mundo Feminina da Fifa chegava em 1999 a sua terceira edição. Depois de passar pela China e pela Suécia, a competição desembarcava em um dos países onde o futebol feminino era mais difundido, os Estados Unidos.
O time da casa tinha força, chance de título, já era campeão uma vez do torneio, e tinha na figura da jogadora Mia Hamm uma estrela. Hamm era a melhor jogadora dos EUA, já havia contracenado em comerciais com ninguém menos do que Michael Jordan, o astro maior do basquete americano e mundial. Sua popularidade ficou tão grande que a Mattel lançou uma boneca Barbie jogadora inspirada nela.

Mas o Mundial Feminino tinha muita história para escrever. O casamento perfeito entre competição e sede fez com que a torcida norte-americana comparecesse em peso aos jogos. A seleção local fez o jogo de abertura contra a Dinamarca, no dia 19 de junho de 1999, em Nova Jersey, no Giants Stadium.

O estádio é um dos mais tradicionais dos Estados Unidos. No mundo do futebol, marcou época ao receber sete jogos da Copa do Mundo masculina, apenas cinco anos antes. Três foram da Itália, que viria a ser vice-campeã ao perder para o Brasil na decisão que rendeu o tetra ao futebol brasileiro comandado por Parreira.

Logo de cara, os EUA colocaram quase 79 mil pessoas para assistir ao duelo de estreia. Nenhum jogo da Copa de 1994 teve um público igual ou maior do esse no Giants Stadium.

Em campo, as meninas responderam ao apoio da torcida. Venceram as dinamarquesas por 3 a 0, com Hamm fazendo o primeiro gol do campeonato. Naquele mesmo dia, a seleção brasileira estreava contra o México, no mesmo estádio. A Fifa fez um sistema de rodadas duplas, onde a torcida via os dois jogos em sequência. 7 a 1 para o Brasil, que era de outra chave.

No dia 24 de junho, 65 mil compareceram ao Soldier Field, em Chicago, para ver a segunda rodada. Os EUA venceram a Nigéria por 7 a 1. Na sequência, as brasileiras passaram pela Itália por 2 a 0. Na rodada final, nova vitória americana, agora sobre a Coreia do Norte, por 3 a 0. O Brasil empatou em 3 a 3 com a Alemanha e também garantiu o primeiro lugar de sua chave.

As duas chaves se cruzaram nas quartas de final. Os Estados Unidos venceram a Alemanha em uma partida emocionante, por 3 a 2. Na sequência, no mesmo estádio, em Maryland, o Brasil empatou com a Nigéria em 3 a 3 no tempo normal. Sissi marcou o gol de ouro na prorrogação e classificou a seleção brasileira.

O duelo esperado entre brasileiras e norte-americanas aconteceu no dia 4 de julho de 1999, no Standford Stadium, em Palo Alto, no estado da Califórnia. Logo aos cinco minutos, os EUA abriram o placar da semifinal com um gol de Parlow. O Brasil tentou, mas não conseguiu empatar. O golpe de misericórdia veio aos 35 minutos do segundo tempo, com um pênalti cobrado por Akers.

Festa dos EUA em pleno feriado nacional do Independence Day. Na sequência, a China goleou a Noruega por 5 a 0 e ficou com a outra vaga. A decisão estava marcada para um sábado, 10 de julho, no Rose Bowl, o mesmo palco da final da Copa de 1994.

O público presente naquela tarde foi de 90.185 pessoas. Apenas quatro mil a menos do que o Brasil x Itália de cinco anos antes. Era o maior público da história de qualquer evento feminino em esportes. Um marco para o futebol mundial.

Mas uma coincidência criou uma espécie de “fantasma”. A final entre EUA e China terminou 0 a 0 no tempo e na prorrogação, assim como a decisão masculina de 1994. Para piorar o cenário, a disputa de terceiro lugar entre Brasil e Noruega havia sido a preliminar, horas antes. Acabou 0 a 0 no tempo normal também, com vitória brasileira nos pênaltis por 5 a 4.

Os mais de 90 mil presentes passaram 210 minutos sem ver um golzinho sequer. As finais de Copa do Mundo da Fifa disputadas ali somaram 240 minutos de seca. Ao todo, 330 minutos sem que ninguém balançasse as redes. A decisão ia para os pênaltis de novo. As norte-americanas fizeram a festa ao bater as chinesas por 5 a 4 nas cobranças. EUA bicampeão mundial. (Fonte: torcedores.uol.com.br)

Elenco da Seleção Brasileira - Brazil National Team Squad
Nome Completo Alcunha Clube
01 GK Marlisa Wahlbrink Maravilha São Paulo/SP 6 9
02 DF Elissandra Regina Cavalcanti Nenê São Paulo/SP 6 1 1
03 DF Elane Rêgo dos Santos Elane Palmeiras/SP 6
04 DF Tânia Maria Pereira Ribeiro Tânia Maranhão Lusa Sant'Anna 5 3
05 DF Maria Aparecida Souza Dias Cidinha Palmeiras/SP 6 2
06 DF Juliana Ribeiro Cabral Juliana São Paulo/SP 4
07 AT Mariléia dos Santos dos silva Maycon Lusa Sant'Anna 6 0
08 MC Miraildes Maciel Mota Formiga Lusa Sant'Anna 6 0 1
09 AT Kátia Cilene Teixeira da Silva Kátia Cilene São Paulo/SP 6 2 1
10 MA Sisleide do Amor Lima Sissi Palmeiras/SP 6 7 1
11 MC Suzana Ferreira da Silva Suzana São Paulo/SP 6 2
12 GK Andréia Suntaque Andréia São Paulo/SP
13 DF Rosilane Camargo Motta Fanta Vasco da Gama/RJ 2 1
14 AT Grazielle Pinheiro Nascimento Grazielle Lusa Sant'Anna
15 MC Raquel de Souza Noronha Raquel São Paulo/SP 3
16 DF Marisa Pires Nogueira Marisa Lusa Sant'Anna 3
17 AT Delma Gonçalves Pretinha Vasco da Gama/RJ 6 4
18 MC Priscila Faria de Oliveira Priscila Lusa Sant'Anna
19 MC Valéria Aparecida Bonifacio Valéria Lusa Sant'Anna
20 MC Delvanita Souza Santos Deva Euroexport/BA
Coach Wilson de Oliveira Rica Wilson de Oliveira Confederação Brasileira de Futebol
Capitã da Seleção Brasileira: Elane Rêgo dos Santos, em todos os jogos;
❏ Sissi foi artilheira do torneio junto com a chinesa Sun Wen com 7 gols marcados;
Estreantes: Maravilha, Cidinha, Juliana, Suzana, Andréia, Grazielle, Raquel, Prscila e Deva;

Campanha Brasileira

1
19 de Junho - 1ª Rodada - Giants Stadium, East Rutherford
México 1 x 7 Brasil
Maribel Domínguez, 10' Ficha Pretinha, 3',
Preinha, 12'
Sissi, 29'
Kátia Cilene, 35' (Pen)
Sissi, 42', 50'
Pretinha, 90'

2
24 de Junho - 2ª Rodada - Soldier Field Stadium, Chicago
Brasil 2 x 0 Itália
Sissi, 3', 63' Ficha

3
27 de Junho - 3ª Rodada - Jack Kent Cooke Stadium, Landover
Brasil 3 x 3 Alemanha
Kátia Cilene, 15'
Sissi, 20'
Maycon, 90'+3
Ficha Birgit Prinz, 8'
Betina Wiegmann, 45' (Pen)
Stephanie Jones, 58'

4
1 de Julho - Quartas de Final - Jack Kent Cooke Stadium, Landover
Brasil 4 x 3 Nigéria
Cidinha, 4', 22'
Nenê, 35'
Sissi, 104'
Ficha Prisca Emeafu, 63'
Doris Okosieme, 72'
Nkechi Egbe, 85'

5
4 de Julho - Semifinal - Stanford Stadium, Stanford
Estados Unidos 2 x 0 Brasil
Cindy Parlow, 5'
Michelle Akers, 80' (Pen)
Ficha

6
10 de Julho - Disputa do 3º Lugar - Rose Bowl Satdium, Pasadena
Noruega 0 x 0 Brasil
Ficha
4 x 5
Para acessar as escalações clique na palavra Ficha - To access the matches click on the Link Ficha
2006 Jogos Vitórias Empates Derrotas Gols Pró Gols Contra Posição
6 3 2 1 16 9
Como Passar pelo Encutador de Link Facilmente
Toda vez que você clicar em um link e ver a página, você estará ajudando o site em 0,001. Obrigado!

Se tiver alguma informação errada, por favor, deixe um comentário;
If you have any information wrong, please leave a comment;
Contato: E-mail: futselbra@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou do Post?
Deixe um Comentário ou Sugestão
Sua Opinião é Muito Importante!

Postagens mais visitadas